Pastora denuncia projetos de erotização infantil no Brasil Os materiais financiados por dinheiro público já estão sendo distribuídos ensinando sexo para crianças a partir dos 3 anos.


Pastora denuncia projetos de erotização infantil no BrasilPastora denuncia projetos de erotização infantil no Brasil
Por: Leiliane Roberta Lopes
A advogada Damares Alves, pastora e assessora jurídica da Frente Parlamentar Evangélica, realizou uma palestra na Primeira Igreja Batista em Campo Grande (MS) denunciando diversos projetos políticos que ameaçam as crianças, a família e a igreja.
A doutora, que também é professora, mostrou diversos projetos voltados para crianças com o objetivo de influenciá-las sexualmente. Além da parte sexual, ela fez um alerta sobre o consumo de drogas.
Ao dar início a sua palestra, ela avisou: “A igreja evangélica brasileira passa por grandes desafios”, dizendo que enquanto a igreja se preocupa com riquezas há pessoas que estão tentando influenciar as crianças com o intuito de destruir a infância e ensinar a homossexualidade e a erotização.
As denúncias da advogada estão sendo divulgadas pelas redes sociais e causando revolta em pais de todas as religiões, pois os materiais incentivando o sexo entre crianças de 10 anos já foram distribuídos em diversas escolas espalhadas pelo Brasil.
“Estão detonando as nossas crianças”, diz ela que em seguida mostra um livro que será distribuído para crianças de dois a três anos de idade que mostra dois príncipes se casando. Há outros materiais que estão tratando com naturalidade a homossexualidade.
Em determinado momento Damares Alves diz que no final de um dos materiais há a indicação de que para tirar dúvidas a respeito do conteúdo do livro é preciso consultar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o que explica os ataques que o deputado federal Marco Feliciano vem sofrendo, já que ele é contra todos estes projetos.
Outros assuntos são tratados na palestra, como o aborto e a manipulação de informações que tem como objetivo aprovar a interrupção de gravidez. As denúncias são gravíssimas.
Assista:

Fonte: Gospelprime

Desenhos do Dia das Mães para Colorir -Fonte: do Desenhos para Imprimir e Colorir


Desenhos do Dia das Mães para Colorir


Desenhos do Dia das Mães para Colorir

Desenhos do Dia das Mães para Colorir

Desenhos do Dia das Mães para Colorir

Desenhos do Dia das Mães para Colorir

Desenhos do Dia das Mães para Colorir

Desenhos do Dia das Mães para Colorir

Saúde bucal: nascimento de primeiros dentes pode até causar febre nos bebês



Foto: Joson/Corbis
Quando os pais tratam da saúde bucal das crianças, podem surgir diversas dúvidas. Muitas delas são respondidas por velhas afirmativas passadas pelas avós, pais e amigos. Mas será que tudo o que escutamos sobre os cuidados com a fase de dentição das crianças é verdade? O chefe do serviço de odontologia do Hospital Federal de Ipanema, Gerson Hayashi, esclarece mitos sobre o assunto e dá orientações sobre como tratar os dentes dos pequenos.
Chupar chupeta, mamadeira e o próprio dedo faz com que os dentes da criança nasçam tortos? Verdade. “Eles podem entortar tanto os dentes como a arcada, a parte óssea da mandíbula. No caso da mamadeira e da chupeta, se os produtos não forem de boa qualidade, com anatomia correta, ou se o dedo da criança ficar sempre numa posição errada, isso pode gerar no adulto uma deformidade óssea. Essa deformidade no adulto só é possível corrigir através de uma cirurgia ortognática”, alerta.
Não preciso limpar a boca do bebê antes dos dentes começarem a nascer? Mito. “Existem escovas de dente que são dedeiras, encaixadas diretamente no dedo da mãe, onde ela pode esfregar a gengiva da criança e limpar todo resto de alimentação. Se não tiver essa escova dedal, a mãe pode usar uma gaze ou cotonete para fazer a limpeza”, explica.
Devo escovar os dentinhos do bebê desde o início da dentição? Verdade. “O cuidado deve ser normal e não menosprezado porque o dente de leite vai cair futuramente. Eles devem ser escovados com escovas pequenas, de cerdas macias. Além de ser importante para a saúde bucal, isso cria um hábito na criança de que é normal ter aquele cuidado com os dentes”, lembra.
As crianças devem usar pasta de dente infantil porque a pasta de adulto pode fazer mal? Verdade. “Até certa idade, a criança costuma engolir muita pasta de dente. Hoje, praticamente todas as pastas de adulto contêm flúor, e as infantis não possuem ou têm em uma quantidade que não causará riscos à saúde da criança caso seja engolida”.
Os bebês sentem dor quando os primeiros dentes estão nascendo e podem ter febre e diarreia? Verdade. “Durante o nascimento dos dentes é muito importante que os pais fiquem atentos. Além da dor e desconforto, a erupção dos dentes pode causar lesões nas mucosas, úlceras, hematomas e as crianças podem ter febre e diarreia. Muitas vezes os pais percebem esses sintomas, levam ao pediatra, e lá o profissional constata que esse quadro sistêmico é causado pelo nascimento dos dentes”, explica.
Os mordedores ajudam os dentes a crescerem mais depressa? Mito. “O mordedor vai ajudar a acalmar a criança, pois a gengiva fica sensível e irritada. Ao morder, ela tem uma sensação de conforto. Esse ato ajuda a mucosa a ficar um pouco mais preparada para a erupção dos dentes. Estimulando a gengiva, ela fica mais consistente para quando romper com a dentição”.
Os dentes de leite devem cair naturalmente e não devem ser arrancados? Mito. “Durante a infância vão acontecer uma série de fatos que podem acelerar ou retardar a queda dos dentes. Na época correta, não há problema nenhum em a criança arrancar aquele dente amolecido. No entanto, quando a queda não ocorre na época correta, pode causar problemas na erupção do dente permanente. A mãe tem que levar a criança a cada seis meses no odontopediatra, verificar se o dente já deveria ter caído ou não. Essa demora pode deformar a arcada dentária. Se for necessário, o cirurgião deve realizar a extração dos dentes de leite.”
As crianças devem usar escovas de dente infantis para não se machucarem? Verdade. “Não só pela consistência da escova, mas pelo próprio tamanho. As escovas infantis não têm apenas o estímulo visual, desenhos e cores chamativas, mas seu tamanho e a textura das cerdas são importantes para que a criança use de forma correta, sem se machucar, e que também a estimule no cuidado com os dentes.”
Fonte: Fabiana Conte / Comunicação Interna do Ministério da Saúde

Desenhos para Colorir - Dia da Educação - 28 de abril

do Desenhos para Imprimir e Colorir
Desenhos para Colorir - Dia da Educação - 28 de abril


Desenhos para Colorir - Dia da Educação - 28 de abril

Desenhos para Colorir - Dia da Educação - 28 de abril

Desenhos para Colorir - Dia da Educação - 28 de abril

Desenhos para Colorir - Dia da Educação - 28 de abril

Desenhos para Imprimir e Colorir: Desenhos de Bebês para Colorir Fonte: por lindos desenhos para pintar

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir


Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

Desenhos de Bebês para Colorir

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista Central Gospel

do CLUBE DA TEOLOGIA 

AULA EM___DE______DE 2013 - LIÇÃO 1
(Revista: Central Gospel)

Tema:  INTRODUÇÃO AO PENTATEUCO
  
Texto Áureo:  Malaquias 4.4
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição falaremos da Lei de Moisés e de sua importância para a humanidade.
- “variados gêneros”, você pode citar como exemplo de gênero: poesia: Salmos, Provérbios; históricos: 1º e 2º Samuel, Crônicas e outros.
- “síntese de conteúdo”, um resumo do conteúdo.
__________________________________________
1. PENTATEUCO, A LEI DE DEUS
- O Pentateuco é um dos registros escritos mais antigos do mundo ficando atrás somente do livro de Jó e do código de Hamurabi.

2. AUTORIA MOSAICA
- ises, preservado, tirado”, dessa forma o nome Moisés significa: “tirado das águas”, foi colocado pela filha de faraó, por tê-lo tirado das águas do rio Nilo.
- “tornar-se um estadista”, dessa forma entende-se porque Moisés foi capaz de escrever o Pentateuco, pois ele tinha estudo adquirido no palácio de Faraó.

3. OS CINCO PRIMEIROS LIVROS
- “Septuaginta”, foi a tradução feita do hebraico para o grego, a qual reuniu os livros do Velho Testamento num cânon sagrado assim como ele é hoje.

3.1. História das origens e movimento patriarcal
- “era patriarcal”, período dos patriarcas, o patriarca é o ancião de maior idade de uma família.
- É interessante como o livro de Gênesis conta histórias de fatos ocorridos muito antes de Moisés nascer, se você conhecer essa teologia e puder explicar o motivo disso, apresente essa situação para a classe, porém se você não souber, é bom procurar saber, vai que algum aluno pergunte...

3.2. Escravidão e Êxodo
- Em Êxodo contém também a instituição da Páscoa, a construção do tabernáculo e da Arca do Conserto.

3.3. Códigos de santidade
- “lei dos sacerdotes”, é provável que esse nome não tenha relação nenhuma com a palavra lei, mas foi adotado devido a instituição do sacerdócio levítico.
- No livro de Levítico é estabelecido que o serviço no tabernáculo estaria a cargo dos levitas inclusive o de ministrar o louvor, dessa forma até hoje se costuma chamar de levita aquele que canta, mas na verdade todos somos levitas de Deus.
- “O coração da mensagem”, além da santidade, o livro também ensina a dar a devida importância as ordenanças de Deus, com a instituição dos rituais de sacrifício e das festas, o Senhor estava mostrando o quanto aquilo era importante.

3.4. Peregrinação para a Terra prometida
- “Números”, esse nome surgiu devido aos dois sensos realizados nesse livro, onde Deus mandou levantar o número dos filhos de Israel.
- “quarenta anos”, a viagem de monte Sinai até a terra prometida, cortando o deserto durava aproximadamente quarenta dias a pé, mas devido aos fatos ocorridos em Nm 13 o Senhor os ensinou viverem debaixo de sua dependência sem murmurar por quarenta anos.

3.5. Reafirmação da Lei de Moisés
- O livro de Deuteronômio foi escrito faltando mais ou menos um ano para a entrada do povo na Terra Prometida.
- Nesse livro também é exposto pelo Senhor o princípio da “benção e da maldição” Dt 11.26vv   
- Nesse livro é relatado a morte de Moisés no capítulo 34, provavelmente esse capítulo foi escrito por Josué.
________________________________________
4. CANONICIDADE E VALOR DO PENTATEUCO
- “cânon”, é a relação de livros sagrados, reconhecidos como inspirados por Deus.
- “estabelecida como escrituras”, depois de Esdras os escritos dos profetas, também passaram a ter grande importância, porém a Lei de Moisés sempre foi tida como a de maior importância em Israel.
- “abordagem...da queda e da redenção”, a Lei é a providência de Deus para preparar a humanidade para o estabelecimento da Graça. Funciona assim: primeiro a Lei condena e estabelece o salário do pecado e o seu resgate, depois vem Jesus Cristo com a proposta de salvação para o homem condenado e pagando a dívida do pecado em nosso lugar, trazendo assim a Graça.
- “inspirou civilizações”, as leis das culturas nas diversas épocas da humanidade, são inspiradas na Lei de Moisés.
_________________________________________
CONCLUSÃO
- “moldes do concerto divino”, é o concerto baseado no sacrifício, para a remissão de pecados pelo derramamento de sangue.
- “Em Deuteronômio...fiel para cumprir Suas promessas”, isso porque em Deuteronômio ficou tudo preparado para Josué entrar na Terra Prometida com o povo de Deus.

Boa aula!

Marcos André - professor

Lalaloopsy para colorir - do Desenhos para Colorir de Jô Angel




Hora de colorir! Hoje trago pra vocês desenhos para colorir das bonecas que são a sensação do momento: As Lalaloopsy.

No site oficial diz assim a descrição sobre elas: “As Lalaloopsy eram bonecas de pano que magicamente ganharam vida assim que seu último ponto foi costurado. Cada boneca tem uma personalidade própria, que vem dos tecidos usados para confeccioná-las.”

image-LalaloopsyFofas, não? Dá vontade de fazer coleção dessas fofuras! Agora vamos aos desenhos para vocês imprimirem e colorirem!

lalaloopsy-dog-coloring-desenho-colorirlalaloopsy-coloring-page-colorir-desenholalaloopsy-coloringpage-colorirColorir-desenho-Lalaloopsy-coloringpageColorir-desenho-LalaloopsyImagens-para Colorir-Lalaloopsybonecas-Colorir-LalaloopsyLalaloopsy-desenho-colorir-ColoringPageLalaloopsy-desenho-para-colorir

Use o dedo ou um lápis de cor para ajudar Jewel encontrar seu gatinho. Conte todas as pedras preciosas que você pegar ao longo do caminho e divirta-se pintando o desenho ;)
Lalaloopsy-desenho-colorirResumo: Imagens para Colorir Lalaloopsy, desenhos para colorir das Lalaloopsy, bonecas Lalaloopsy, Lalaloopsy para colorir, Lalaloopsy coloring page.
alaloopsy dolls,



lalaloopsy doll,
lalaloopsy games,
lalaloopsy mini,
lalaloopsy silly hair,
lalaloopsy party,
lalaloopsy walmart,
target lalaloopsy,
lalaloopsy littles,
lalaloopsy facebook.








Não importa a idade, honre aos pais - do União de Blogueiros Evangélicos de noreply@blogger.com (Eliseu Antonio Gomes)


Por Priscila Gomes da Silva 

Não é porque você já é maior de idade que não deve mais respeito aos seus pais. Ser maior de idade não quer dizer que você pode fazer tudo o que bem entender. Não. Mesmo sendo nós maiores ou menores de idade devemos honrar os nossos pais. É mandamento de Deus. 

''Honra teu pai e tua mãe, para que que se prolonguem os seus dias na terra, que o Senhor teu Deus, te dá'' (Ex:20;12). 

Tem filhos que são doidos para fazerem logo dezoito anos, não vêem a hora desse dia tão esperado chegar. Não vêem a hora de saírem pela porta de casa e irem curtir a vida, sem ter que dar satisfações aos pais.

Você pode até querer liberdade para se divertir e fazer o que quiser, sair com os amigos e ficar até altas horas da noite ou da madrugada fazendo o que não deve, e voltar para casa quando bem entender e ainda pensar que não deve nenhuma satisfação a pai e mãe. Isso é totalmente errado. 

Tem muitos filhos rebeldes se lascando por aí por não darem ouvido a pai e mãe. A mãe diz ''filho não vai'' e o filho vai, o pai diz ''filho, não faça isso'' e o filho faz. Se o filho não obedece aos pais, quem dirá a Deus! Quantos não valorizam os pais, é triste. Enquanto àqueles que não tem um pai e uma mãe para valorizar sofrem, os que têm deixam de fazer isso.

Os seus dias serão prolongados na terra, se obedeceres a teu pai e tua mãe. Deus não nos pede para honrar nossos pais, ele nos manda. É mandamento, e se não obedecemos a este mandamento, então, estamos pecando. E não valerá de nada obedecer os outros mandamentos se deixamos de cumprir apenas um.

''Pois quem obedece a toda a Lei, mas tropeça em apenas um ponto, torna-se culpado de quebrá-la inteiramente.'' (Tiago 2:10).

Mesmo depois de adultos, temos que ainda honrar nossos pais. Vemos muitos casos na TV, de filhos que agridem ou até mesmo matam seus pais, e muitos fazem isso só por causa de herança, ou seja, dinheiro . Eu não consigo entender o porquê de matar os pais só para ficar com a herança. O que é dos pais também é do filho. Não tem nenhuma necessidade de matá-los. É inconcebível isso, a mãe com tanto esforço carrega seu filho no ventre por nove meses e depois cria ele com muito carinho para ele depois de grande fazer isso? É inadmissível!

Mas como eu sempre digo aqui no blog, você e eu, somos jovens cristãos, somos jovens tementes a Deus, que busca agradar a Deus de todas as formas, e que almeja um dia receber a nossa coroa no céu. Os filhos no mundo podem fazer isso e pensar que é natural, que já têm idade suficiente e que não precisam mais do monitoramento dos pais. A verdade é que eles são irresponsáveis se pensam assim. Têm a mente fraca de pensar que não precisam mais dos pais, mas que Deus tenha misericórdia deles. 

Não importa qual é a sua idade, se você é menor ou maior, honre a seus pais, valorize-os. Não fale mal deles, respeite-os mesmo eles ou você estando longe. Não deixe de amá-los.

Deus recompensará àqueles que se importaram em obedecer os seus mandamentos. A nossa recompensa não está aqui neste mundo, mas sim no mundo vindouro.



_________



Extraído de Cantinho dos Evangélicos.

A jovem blogueira Priscila Gomes é cristã evangélica frequentadora da Assembleia de Deus em Nova Iguaçu - RJ, integrante da comunidade UBE Blogs nas plataformas Ning e grupo no Facebook.
UBE - União de Blogueiros Evangélicos


Add to Google

Para onde vão as crianças quando morrem? A questão da salvação na infância. - do A TENDA NA ROCHA de Wilma Rejane





Wilma Rejane


O assunto é instigante e sempre alvo de questionamentos: as crianças vão todas para o céu? São pecadoras ou inocentes? A partir de qual idade uma criança é considerada capaz de ter consciência sobre bem e mal? Quais os princípios Bíblicos a respeito da salvação infantil? Farei um esforço para elucidar o caso, considerando passagens Bíblicas e a observâncias do cotidiano que inclui diariamente em seus noticiários crianças; tanto como vitimas, quanto como vilãs. É difícil não se comover com o simples olhar para uma criança, de colo, especialmente. Elas transmitem pureza e alegria, renovação da vida e esperança. Porém, nos últimos séculos, a infância tem se modificado e crianças estão cada vez mais adultas.


Tenho lido vários artigos sobre o tema, mas em nenhum deles, encontrei referências a uma passagem Bíblica que considero importantíssima e esclarecedora. Já ouvi grandes e famosos evangelistas dizerem que não existe uma só passagem Bíblica sobre condenação de crianças, mas existe , ela está no livro do profeta Ezequiel 9:2-6:


"E eis que vinham seis homens a caminho da porta superior, que olha para o norte, e cada um com a sua arma destruidora na mão, e entre eles um homem vestido de linho, com um tinteiro de escrivão à sua cintura; e entraram, e se puseram junto ao altar de bronze. E a glória do Deus de Israel se levantou de sobre o querubim, sobre o qual estava, indo até a entrada da casa; e clamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrivão à sua cintura. E disse-lhe o Senhor: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. E aos outros disse ele, ouvindo eu: Passai pela cidade após ele, e feri; não poupe o vosso olho, nem vos compadeçais. Matai velhos, jovens, virgens, crianças e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis; e começai pelo meu santuário. E começaram pelos homens mais velhos que estavam diante da casa." 

Os seis homens com vestes de linho e tinteiro na cintura são anjos de Deus designados para exercer julgamento sobre Israel marcando um sinal na testa dos salvos. Estes não seriam mortos. Quem não tivesse o sinal estaria condenado por Deus por causa das abominações cometidas e a resistência ao arrependimento e aqui se inclui tanto velhos quanto crianças (não especifica a idade)

Essa passagem é idêntica a Apocalipse 7:2-3:

"E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, e que tinha o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado o poder de danificar a terra e o mar,dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus." 

Anjos assinalando uma marca invisível a olhos naturais como sinal de proteção Divina contra a morte eterna. A tradução para "assinalar ou marcar" corresponde a "tau", última letra do alfabeto hebraico semelhante a uma cruz, um X. 

Assim, diante do exposto, crianças são passíveis de julgamento Divino e consequentemente de condenação. Mas isso não se aplica a bebês, crianças de colo até a fase em que ainda não têm capacidade de caminhar, falar, agir, se movimentar sem ajuda de adultos e discernir moral e eticamente. Esse argumento, seria sustentado pela passagem Bíblica da morte do recém-nascido filho de Davi com Betseba. Ao receber a triste notícia o pai lamenta:

"Porém, agora que está morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim" II Samuel 12:23.

Agora, saber a idade exata considerada por Deus para se responder pelo pecado é algo que julgo não está a nosso alcance. Cinco, seis, sete anos? Sobre isso de fato, não há referência Bíblica. Existe o relato do garoto Samuel, ainda criança trabalhando no Templo, em Siló, auxiliando Eli no sacerdócio. O que implica dizer que Samuel era uma criança, mas já discernia sobre bem e mal, pecado e obediência, I Samuel 2:18.


" Samuel ministrava perante o Senhor, sendo ainda menino, vestido de uma estola sacerdotal de linho".


Na lei judaica, ao completar 13 anos, os meninos atingem a maioridade religiosa. Ou seja, têm perfeito conhecimento sobre pecado e obediência e condições para escolher os caminhos a seguirem. Essa fase, é comemorada por toda a família em uma cerimonia chamada de Bar-Mitzvá:


" Código de Lei Judaica ensina que, a partir dessa data, os jovens passam a ser totalmente responsáveis pelo cumprimento dos Mandamentos Divinos, as mitzvot, não mais os cumprindo apenas porque assim seus pais lhe ensinaram. Seu pai, portanto, deixa de ser responsável pelos seus atos, como está prescrito no Shulchan Aruch HaRav. Em hebraico, Bar-Mitzvá e Bat-Mitzvá, significam literalmente filho ou filha do mandamento". Para as meninas, existe o Bat-Mitzvá, ao completarem 12 anos, o significado é o mesmo.

Assim, sabemos através do livro do profeta Ezequiel (9:2-6) que as crianças serão julgadas por Deus para salvação ou condenação. Apocalipse 7:2-3 confirma esse julgamento. Sabemos, através da morte do recém-nascido filho de Davi, que as crianças de colo herdarão o reino de Deus, que existe uma idade limite na infância para se responder moralmente por seus atos. No judaísmo, meninos a partir dos treze anos e meninas a partir dos doze oficialmente têm capacidade de discernir espiritualmente entre bem e mal, pecado e obediência.

E fora do judaísmo, com que idade uma criança responde espiritualmente por seus atos?

Nos Estados Unidos, qualquer criança que praticar homicidio ou crime grave, responderá por seus atos perante a justiça. Diríamos que a maioridade penal é um pré suposto para maioridade espiritual. Se alguém é capaz de responder judicialmente por seus crime, pela lógica, também é capaz de responder por sua vida espiritual. Treze estados norte americanos fixaram a idade penal entre 6 e 12 anos de idade. Crianças de 14 anos já foram condenadas a cadeira elétrica. Você poderá ler sobre isso Aqui (maioridade penal) e Aqui (crianças assassinas).

Se considerarmos a lei brasileira, essa idade se estende até os 18 anos, abaixo disso (entre 12 e 17anos) criminosos estarão sujeitos a medidas correcionais .

Esse passeio pela maioridade civil é válido porque queiramos ou não, rege as leis de responsabilidade moral dentro da infância. A lei de Deus é distinta da lei dos homens, porém, Deus está no controle da história da humanidade e Ele mesmo, no Antigo Testamento, pede para que sejam colocados juízes sobre a terra e até criou as cidades refúgio, sinalizando ali para as penalidades por crime, referências Bíblicas: Êxodo 21; 12-13, Números 35; 6-28, Deuteronômio 4; 41-43 19; 1-13, Josué 20;1-9

Esses fatos não elucidam a questão sobre a idade estabelecida por Deus para responder espiritualmente por seus atos, mas ajudam a enfatizar a necessidade de salvação na infância. Todos precisam fazer uma decisão na vida sobre a quem seguir: bem ou mal. Todos, inclusive crianças necessitam buscar relacionamento com Deus a fim de serem resguardadas espiritualmente. Deus estabeleceu um Caminho para salvação e Ele está disponível para todos os povos, em todos os lugares da terra. Se uma criança, por qualquer motivo, não teve a oportunidade de frequentar uma igreja, conhecer a Palavra de Deus, nascer em um lar cristão, mas demonstrar através de seus atos se escolheu bem ou mal em seu coração,  se ama a Deus ou escolheu o mundo,  isso Deus considerará, porque o Senhor é justo. 

" Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura ou reta". Provérbios 20:11

"Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego; Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados.Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados.Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei;Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo" Romanos 2:10-16. 

Paulo faz referência aos que tiveram oportunidade de ouvir a Palavra de salvação, mas não se arrependeram . Já outros, nunca ouviram, mas demonstram ter Cristo Jesus no coração e assim se comportam perante o mundo. Todos esses casos, considerados segredos dos homens, serão julgados por Deus, não cabendo a nenhum de nós desvendar os principios desse julgamento.

Das Crianças é o reino dos céus:

E como fica a passagem Bíblica tão frequentemente usada para apoiar a interpretação de que toda criança herdará o Reino dos céus? Certamente, tudo que foi dito aqui, não anula esse trecho das Escrituras, pelo contrário, ele se torna ainda mais enfatico. Agora vamos observar o original grego desse verso:


O grego toiouton não se refere às crianças e deve ser traduzido conforme, por exemplo, a NVI, e é compatível com Mateus 18.3,4: “Então disse Jesus: Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas.” (luis Sayão, no artigo: É das crianças o reino de Deus? )

O Reino dos céus pertence aos que se assemelham a crianças e aqui voltamos àquelas crianças do inicio do artigo: de colo que dependem de adultos para se moverem e fazerem escolhas. Dependem de sesu pais e confiam neles deliberadamente. E Deus nos diz que para que adultos alcancem o Reino de Deus, têm que gir como essas crianças, sendo dependentes e entregues a Sua vontade e direção.

E disse: Eu lhes asseguro que, a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus. Portanto, quem se faz humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos céus” (MT 18.3,4).

Ficamos por aqui com o tema, esperando ter contribuído para uma maior compreensão sobre salvação na infância.

Deus nos abençoe.

Todas as fontes como links e ainda: Bíblia de Estudo Plenitude, SBB, Revista e corrigida. Tradução: João ferreira de Almeida.

Para onde vão as crianças quando morrem? A questão da salvação na infância. - do A TENDA NA ROCHA de Wilma Rejane





Wilma Rejane


O assunto é instigante e sempre alvo de questionamentos: as crianças vão todas para o céu? São pecadoras ou inocentes? A partir de qual idade uma criança é considerada capaz de ter consciência sobre bem e mal? Quais os princípios Bíblicos a respeito da salvação infantil? Farei um esforço para elucidar o caso, considerando passagens Bíblicas e a observâncias do cotidiano que inclui diariamente em seus noticiários crianças; tanto como vitimas, quanto como vilãs. É difícil não se comover com o simples olhar para uma criança, de colo, especialmente. Elas transmitem pureza e alegria, renovação da vida e esperança. Porém, nos últimos séculos, a infância tem se modificado e crianças estão cada vez mais adultas.


Tenho lido vários artigos sobre o tema, mas em nenhum deles, encontrei referências a uma passagem Bíblica que considero importantíssima e esclarecedora. Já ouvi grandes e famosos evangelistas dizerem que não existe uma só passagem Bíblica sobre condenação de crianças, mas existe , ela está no livro do profeta Ezequiel 9:2-6:


"E eis que vinham seis homens a caminho da porta superior, que olha para o norte, e cada um com a sua arma destruidora na mão, e entre eles um homem vestido de linho, com um tinteiro de escrivão à sua cintura; e entraram, e se puseram junto ao altar de bronze. E a glória do Deus de Israel se levantou de sobre o querubim, sobre o qual estava, indo até a entrada da casa; e clamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrivão à sua cintura. E disse-lhe o Senhor: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. E aos outros disse ele, ouvindo eu: Passai pela cidade após ele, e feri; não poupe o vosso olho, nem vos compadeçais. Matai velhos, jovens, virgens, crianças e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis; e começai pelo meu santuário. E começaram pelos homens mais velhos que estavam diante da casa." 

Os seis homens com vestes de linho e tinteiro na cintura são anjos de Deus designados para exercer julgamento sobre Israel marcando um sinal na testa dos salvos. Estes não seriam mortos. Quem não tivesse o sinal estaria condenado por Deus por causa das abominações cometidas e a resistência ao arrependimento e aqui se inclui tanto velhos quanto crianças (não especifica a idade)

Essa passagem é idêntica a Apocalipse 7:2-3:

"E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, e que tinha o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado o poder de danificar a terra e o mar,dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus." 

Anjos assinalando uma marca invisível a olhos naturais como sinal de proteção Divina contra a morte eterna. A tradução para "assinalar ou marcar" corresponde a "tau", última letra do alfabeto hebraico semelhante a uma cruz, um X. 

Assim, diante do exposto, crianças são passíveis de julgamento Divino e consequentemente de condenação. Mas isso não se aplica a bebês, crianças de colo até a fase em que ainda não têm capacidade de caminhar, falar, agir, se movimentar sem ajuda de adultos e discernir moral e eticamente. Esse argumento, seria sustentado pela passagem Bíblica da morte do recém-nascido filho de Davi com Betseba. Ao receber a triste notícia o pai lamenta:

"Porém, agora que está morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim" II Samuel 12:23.

Agora, saber a idade exata considerada por Deus para se responder pelo pecado é algo que julgo não está a nosso alcance. Cinco, seis, sete anos? Sobre isso de fato, não há referência Bíblica. Existe o relato do garoto Samuel, ainda criança trabalhando no Templo, em Siló, auxiliando Eli no sacerdócio. O que implica dizer que Samuel era uma criança, mas já discernia sobre bem e mal, pecado e obediência, I Samuel 2:18.


" Samuel ministrava perante o Senhor, sendo ainda menino, vestido de uma estola sacerdotal de linho".


Na lei judaica, ao completar 13 anos, os meninos atingem a maioridade religiosa. Ou seja, têm perfeito conhecimento sobre pecado e obediência e condições para escolher os caminhos a seguirem. Essa fase, é comemorada por toda a família em uma cerimonia chamada de Bar-Mitzvá:


" Código de Lei Judaica ensina que, a partir dessa data, os jovens passam a ser totalmente responsáveis pelo cumprimento dos Mandamentos Divinos, as mitzvot, não mais os cumprindo apenas porque assim seus pais lhe ensinaram. Seu pai, portanto, deixa de ser responsável pelos seus atos, como está prescrito no Shulchan Aruch HaRav. Em hebraico, Bar-Mitzvá e Bat-Mitzvá, significam literalmente filho ou filha do mandamento". Para as meninas, existe o Bat-Mitzvá, ao completarem 12 anos, o significado é o mesmo.

Assim, sabemos através do livro do profeta Ezequiel (9:2-6) que as crianças serão julgadas por Deus para salvação ou condenação. Apocalipse 7:2-3 confirma esse julgamento. Sabemos, através da morte do recém-nascido filho de Davi, que as crianças de colo herdarão o reino de Deus, que existe uma idade limite na infância para se responder moralmente por seus atos. No judaísmo, meninos a partir dos treze anos e meninas a partir dos doze oficialmente têm capacidade de discernir espiritualmente entre bem e mal, pecado e obediência.

E fora do judaísmo, com que idade uma criança responde espiritualmente por seus atos?

Nos Estados Unidos, qualquer criança que praticar homicidio ou crime grave, responderá por seus atos perante a justiça. Diríamos que a maioridade penal é um pré suposto para maioridade espiritual. Se alguém é capaz de responder judicialmente por seus crime, pela lógica, também é capaz de responder por sua vida espiritual. Treze estados norte americanos fixaram a idade penal entre 6 e 12 anos de idade. Crianças de 14 anos já foram condenadas a cadeira elétrica. Você poderá ler sobre isso Aqui (maioridade penal) e Aqui (crianças assassinas).

Se considerarmos a lei brasileira, essa idade se estende até os 18 anos, abaixo disso (entre 12 e 17anos) criminosos estarão sujeitos a medidas correcionais .

Esse passeio pela maioridade civil é válido porque queiramos ou não, rege as leis de responsabilidade moral dentro da infância. A lei de Deus é distinta da lei dos homens, porém, Deus está no controle da história da humanidade e Ele mesmo, no Antigo Testamento, pede para que sejam colocados juízes sobre a terra e até criou as cidades refúgio, sinalizando ali para as penalidades por crime, referências Bíblicas: Êxodo 21; 12-13, Números 35; 6-28, Deuteronômio 4; 41-43 19; 1-13, Josué 20;1-9

Esses fatos não elucidam a questão sobre a idade estabelecida por Deus para responder espiritualmente por seus atos, mas ajudam a enfatizar a necessidade de salvação na infância. Todos precisam fazer uma decisão na vida sobre a quem seguir: bem ou mal. Todos, inclusive crianças necessitam buscar relacionamento com Deus a fim de serem resguardadas espiritualmente. Deus estabeleceu um Caminho para salvação e Ele está disponível para todos os povos, em todos os lugares da terra. Se uma criança, por qualquer motivo, não teve a oportunidade de frequentar uma igreja, conhecer a Palavra de Deus, nascer em um lar cristão, mas demonstrar através de seus atos se escolheu bem ou mal em seu coração,  se ama a Deus ou escolheu o mundo,  isso Deus considerará, porque o Senhor é justo. 

" Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura ou reta". Provérbios 20:11

"Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego; Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados.Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados.Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei;Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo" Romanos 2:10-16. 

Paulo faz referência aos que tiveram oportunidade de ouvir a Palavra de salvação, mas não se arrependeram . Já outros, nunca ouviram, mas demonstram ter Cristo Jesus no coração e assim se comportam perante o mundo. Todos esses casos, considerados segredos dos homens, serão julgados por Deus, não cabendo a nenhum de nós desvendar os principios desse julgamento.

Das Crianças é o reino dos céus:

E como fica a passagem Bíblica tão frequentemente usada para apoiar a interpretação de que toda criança herdará o Reino dos céus? Certamente, tudo que foi dito aqui, não anula esse trecho das Escrituras, pelo contrário, ele se torna ainda mais enfatico. Agora vamos observar o original grego desse verso:


O grego toiouton não se refere às crianças e deve ser traduzido conforme, por exemplo, a NVI, e é compatível com Mateus 18.3,4: “Então disse Jesus: Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas.” (luis Sayão, no artigo: É das crianças o reino de Deus? )

O Reino dos céus pertence aos que se assemelham a crianças e aqui voltamos àquelas crianças do inicio do artigo: de colo que dependem de adultos para se moverem e fazerem escolhas. Dependem de sesu pais e confiam neles deliberadamente. E Deus nos diz que para que adultos alcancem o Reino de Deus, têm que gir como essas crianças, sendo dependentes e entregues a Sua vontade e direção.

E disse: Eu lhes asseguro que, a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus. Portanto, quem se faz humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos céus” (MT 18.3,4).

Ficamos por aqui com o tema, esperando ter contribuído para uma maior compreensão sobre salvação na infância.

Deus nos abençoe.

Todas as fontes como links e ainda: Bíblia de Estudo Plenitude, SBB, Revista e corrigida. Tradução: João ferreira de Almeida.

Sintomas de dengue em crianças podem ser confundidos com gripe ou virose




Foto: Blend Images / Corbis
A dengue continua circulando entre nós. Por isso, além de continuar no combate, temos que ficar atentos aos possíveis sintomas da doença. As crianças são motivo de preocupação, porque além de fazerem parte do grupo de risco juntamente com doentes crônicos, idosos e gestantes, nelas os sintomas podem ser facilmente confundidos com os sinais de gripe ou de viroses comuns. O que se torna arriscado, pois a dificuldade de chegar ao diagnóstico correto pode levar à demora do tratamento. Nas últimas epidemias, 25% das vítimas de dengue eram menores de 15 anos.
A infectologista e pediatra do Hospital Federal dos Servidores do Estado, Márcia Galdino, explica que os pais devem ficar atentos a alguns indícios da doença: “A observação deles é muito importante para o diagnóstico. Porque a criança não vai dizer que está com dor de cabeça, não vai dizer que sente dor nas articulações. Por isso, os pais devem estar atentos a sintomas como febre, falta de apetite, se a criança está prostrada, irritada, se chora muito, sente dores na barriga, se está vomitando, não está urinando direito e se tem manchas no corpo. Não precisa ter todos esses sintomas, mas se a criança tem alguns desses os pais devem levá-la ao médico”.
A dengue não passa de pessoa para pessoa e para se infectar com o vírus a criança precisa ser picada pelo mosquito hospedeiro da doença, o Aedes aegypti. Não existe tratamento específico para a dengue, mas tomar bastante liquido é o mais recomendado pelos especialistas. “A hidratação é boa em todos os casos, mesmo que não seja dengue. O indicado é que a criança com dengue seja hidratada de 50 a 100 ml por kilo/dia. Sendo 1/3 de soro de hidratação oral e 2/3 de água, suco, chá e água de coco. Mas os médicos devem explicar muito bem, e por escrito, como essa hidratação deve ser feita”, reforça a pediatra.
Medicamentos como antiinflamatórios ou que contenham ácido acetilsalicílico na composição não podem ser ingeridos nesse período. Outro alerta é para o agravamento da doença, que ocorre de maneira repentina na criança e pode ser ainda mais perigosa nos bebês, pois a evolução do quadro pode ser súbita. Na maioria dos adultos, isso ocorre gradualmente. “Além de examinar bem as crianças, os médicos devem fazer um bom histórico clínico. Saber se ela toma alguma medicação, se não tem nenhuma outra doença e para isso, precisa das informações que a mãe fornece. A evolução da doença depende muito da resposta imunológica do paciente. Mas as crianças com menos de dois anos estão no grupo de risco dos casos de dengue. Crianças cardiopatas ou pneumopatas também merecem uma maior atenção”, alerta a pediatra.
Dengue hemorrágica- Existe uma forma mais grave da doença, a dengue hemorrágica. A ocorrência da forma mais grave acontece, na maioria das vezes, quando a criança já foi infectada anteriormente por um tipo diferente do vírus. Existem quatro tipos de dengue no Brasil e no mundo. O vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A dengue pode se apresentar, clinicamente, como infecção inaparente, dengue clássica, febre hemorrágica da dengue e síndrome de choque da dengue.
Manual de tratamento – Com o aumento de casos de dengue entre crianças e jovens com até 15 anos, nos últimos anos, o Ministério da Saúde elaborou um manual específico para orientar os profissionais quanto ao tratamento da doença nesse público alvo. O guia alerta os profissionais para que redobrem a atenção quanto aos sintomas da dengue em crianças.
Prevenção – Para evitar a picada do mosquito, o uso de repelente é eficiente, pelo menos, três vezes ao dia, telas na janela e mosquiteiros também ajudam. O mosquito se reproduz em ambientes que contêm água parada e limpa. Seus ovos podem sobreviver até um ano em ambiente seco e esperam a estação seguinte de chuvas para formar novas larvas e multiplicar os mosquitos.
A melhor forma de prevenir é combater o mosquito transmissor retirando possíveis criadores como pneus em áreas abertas, que podem reter água da chuva; colocando areia ao invés de água nos pratinhos de plantas; limpando sempre vasos sanitários pouco usados, vasilhames de água de animais domésticos, caixas de água e piscinas. Não existe vacina para a prevenção da dengue.
Camilla Terra / Blog da Saúde

Postagens populares